Posso levantar os braços logo após a colocação de silicone? Mito x Verdade?

Você provavelmente já ouviu falar a frase: “Colocou silicone não pode mexer os braços por 3 semanas / um mês.” Proibida de dirigir, lavar o cabelo, às vezes até de escovar os dentes com o tronco ereto. Em 2010-2011, no Rio de Janeiro, orientava minhas pacientes assim até que uma paciente que operei voltou duas semanas após a cirurgia com uma inflamação nas glândulas sudoríparas da axila (hidradenite) devido a manter os braços para baixo. Pesquisei, falei com meus professores na residência médica e a partir de então, faço uma técnica americana que permite à paciente rápida recuperação, podendo elevar os braços logo após a cirurgia. Dirigir com 3 a 5 dias após o procedimento para vocês terem uma ideia do que pode fazer. Sim, em casos selecionados, é possível.

Tomo os cuidados durante a cirurgia para evitar contratura capsular (chamada por muitas pacientes de “rejeição”). São medidas que muitas pacientes não sabem que existem, pois não “aparecem” logo após a cirurgia. São ações para uma grande longevidade da cirurgia, pensando na durabilidade a longo prazo da cirurgia de aumento das mamas. Também diminuem a chance do linfoma de grandes células relacionado à cápsula dos implantes. Com esses cuidados, a cirurgia de mama em minhas mãos leva alguns minutos a mais que a média, em torno de uma hora e meia de cirurgia (90 minutos), tendo alta para casa algumas horas após o término da cirurgia.

Na prática diária do consultório médico, algumas mulheres me procuram para a redução das mamas. Outras, por sua vez, o procuram para aumentá-las, valorizando assim o decote e o colo. O fato de morarmos em um país com clima quente, onde em vários meses do ano a região das mamas está exposta, justifica a grande procura pela cirurgia de aumento das mamas com implantes de silicone. Este é um desejo em quase 90% das mulheres. Somente em um ano no Brasil, 226 mil cirurgias plásticas de aumento mamário foram realizadas, mostrando o quanto é procurada. Além dos implantes femininos, existem os implantes mamários masculinos que simulam o contorno da musculatura peitoral.

mamoplastia-de-aumento-1

Com resultado imediato e alto grau de satisfação, traz grande aumento na autoestima e autoconfiança da paciente.

Os primeiros implantes mamários de silicone foram colocados nos Estados Unidos, em 1963. Desde então, as próteses e as técnicas evoluíram a cada ano, com melhora no resultado estético (naturalidade) e segurança dos implantes. 

Existem muitas perguntas antes de se fazer a tão esperada cirurgia: o local da incisão, a qualidade da cicatriz, se é necessário trocar os implantes com o tempo, se é possível amamentar após o procedimento, qual é o tamanho ideal para cada paciente, é possível trocar os implantes por maiores após muitos anos, entre outras.

Indicações:

A mamoplastia de aumento com implantes de silicone nas mamas é indicada para pacientes com volume das mamas pequeno ou que após a gestação e amamentação perderam volume mamário. Pacientes com excesso de pele, prose (queda) da mama e areóla e grandes assimetrias entre as mamas, é indicado realizar mastopexia (lifting mamário) no mesmo ato cirúrgico para que se obtenha o resultado esperado. A meta principal é aumentar o volume da mama como um todo, deixando-as mais consistentes e firmes. Um ponto muito importante a ser respeitado é a proporção entre largura torácica e a largura das novas mamas. Isto para que se tenha um resultado estético harmonioso e belo.

Incisão:

Dr. Marcio escolherá o melhor local para a incisão. Esta decisão é tomada em conjunto com a paciente. A incisão pode ser feita no sulco inframamário na parte inferior da mama, nas aréolas (periareolar) ou na axila. 

mamoplastia-de-aumento-4

A localização das próteses de mama depende da espessura da pele e da quantidade de tecido mamário disponível para cobri-lo. Pode ser colocado atrás da glândula mamária ou atrás do músculo peitoral maior. A colocação dos implantes abaixo da fáscia do musculo peitoral maior não é usada devido a pequena espessura desta estrutura que recobre o músculo peitoral maior. A decisão do local é tomada durante a consulta, com base em medidas objetivas, visando a maior durabilidade da cirurgia e evitando possíveis complicações (rippling).

mamoplastia-de-aumento-5

Implante de Silicone nas Mamas:

Existem diversas formas e tamanhos de próteses de silicone mamário. Para cada paciente existe um tipo correto de implante. É a chamada prótese ideal. A escolha leva em conta o desejo da paciente, o biótipo e o exame meticuloso do diâmetro, altura e projeção do cone mamário. Existem dois formatos: os implantes redondos e os implantes anatômicos. Estes últimos conferem um aspecto mais natural à mama.

forma-protese anatomica natural

Além do formato, existem diferentes perfis, como baixo, moderado, alto e extra alto. O perfil é a projeção anterior do implante (altura), ou seja, a distância entre a base e o ápice do implante. 

Devido a pesquisas extensas nos últimos 50 anos, os fabricantes dos implantes conseguiram obter próteses com alta tecnologia, com gel de silicone coesivo e grande resistência dos implantes. Com isso, não é mais necessário trocar as próteses a cada 10 anos, como era preconizado no passado. Hoje em dia, recomenda-se o controle anual com ultra-som ou mamografia e a cada dez anos recomenda-se fazer uma ressonância nuclear magnética para controle.


Cicatriz:

Dr. Marcio faz quatro planos de sutura, além da cola cirúrgica, respeitando a anatomia. Com isso, as cicatrizes são de ótima qualidade, ficando quase imperceptíveis.

Alterações da Pele com os Implantes:

São comuns alterações na sensibilidade das mamas depois da mamoplastia de aumento, geralmente reversível após alguns meses. Quanto maior a prótese colocada, maior será o risco de alterações da sensibilidade. Além disso, o risco de estrias também é elevado se implantes de tamanho muito grande forem colocados. 

Gestação e Amamentação:

Os implantes não interferem com o ato de amamentar, pois são colocados atrás das glândulas mamárias (subglandular ou retromuscular). Não entram em contato com o tecido glandular mamário.

Anestesia:

A mamoplastia de aumento com implantes de silicone sempre é feito com anestesista do Serviço de Anestesia de Joinville. O tipo de anestesia é decidido entre a paciente, Dr. Grave e o anestesista, baseando-se nas características de cada paciente, sendo escolhida a anestesia mais segura e com a mais rápida recuperação.

Duração do Procedimento:

IMG_3300

Em torno de 90 minutos. É importante salientar que Dr. Marcio opera somente em hospital e com anestesista do Serviço de Anestesia de Joinville. Também, usa toda sua habilidade e capacidade técnica para obter o melhor resultado possível para o procedimento, não acelerando nenhuma etapa da cirurgia. Dr. Grave segue plano cirúrgico individualizado para cada paciente, não seguindo a mesma “receita” para todos. Após encontrar o resultado esperado, então, a cirurgia pode ser finalizada.

Internação:

Não é necessário permanecer internada no hospital. A cirurgia é realizada sob regime de DAY HOSPITAL, onde a paciente tem alta após a recuperação da anestesia, minimizando assim os riscos de permanecer em um hospital.

Pontos:

Dr. Marcio utiliza fio especial para a cirurgia plástica, não sendo necessário retirá-los nos retornos pós operatórios. Também utiliza a cola cirúrgica, a qual melhora a qualidade da cicatriz e permite que a paciente tome banho de chuveiro nos primeiros dias. Somente é necessário trocar o curativo. O próprio Dr. Marcio faz questão de realizar ele mesmo os primeiros curativos.

Pós-operatório:

O período após a cirurgia geralmente evolui com pouca dor. As pacientes podem retornar às atividades cotidianas em 3 a 5 dias. É necessário usar sutiã especial cirúrgico por 60 dias para acelerar a resolução do edema (inchaço). Com a técnica supracitada que Dr. Marcio utiliza, a recuperação é mais rápida devido a delicadeza e precisão na dissecção dos tecidos.