A face é nossa maior ferramenta de comunicação visual, intuitiva e informativa. De forma honesta, nos entrega seu passado, seus cuidados, rugas, manchas e sinais. O presente ou  futuro são manipulados de certo modo, com nossas mímicas e expressões, as quais, nosso inconsciente, decifra nos mínimos e profundos detalhes. Nossa aparência impressiona e entrega sutilmente nosso conteúdo, uma bonita e bem tratada face nos traz informações positivas em diversos aspectos.

Segundo Dr. Marcio, o objetivo da ritidoplastia ou lifting facial é dar ao paciente uma aparência mais jovem, suavizando os efeitos da ação do tempo sobre a pele, como sulcos, rugas e flacidez e expressões de cansado, bravo ou mau humorado.  Um dos aspectos mais importantes é a naturalidade do resultado, atualmente sabemos que resultados mais naturais são conseguidos quando a flacidez é leve ou moderada. Com a evolução das técnicas cirúrgicas, conseguiu-se reduzir o tamanho das incisões, resultando em resultados naturais com cicatrizes inconspícuas.

O “MACS lift” shot-scar (Minimal Access Cranial Approach) é talvez a mais recente novidade da moderna Cirurgia Plástica. Criado em 2001 pelo Drs. Patrick L. Tonnard e Alexis M. Verpaele, Cirurgiões Plásticos Belgas, através de uma intervenção ambulatorial simples e de rápida recuperação obtém o resultado de elevação vertical da face, corrigindo tanto a flacidez da face quanto as rugas. Este tipo de lifting, por ser muito mais durável, veio substituir os “fios de sustentação” , que com excessão dos supercílios, o resultado só dura de 1 ano a 1 ano e meio, conforme os trabalhos apresentados no Congresso Americano de Cirurgia Plástica de 2006.

MACS-technique

 

É o chamado “lifting de final de semana” ou “weekend lifting” como chamam os americanos.

Da mesma forma que o face-lifting, o MACS Lift também pode ser associado aos fios para elevação dos supercílios (Curl lift) e à cirurgia das pálpebras (blefaroplastia), produzindo resultados com aparência natural sem os estigmas da cirurgia.